Gestão de saúde: como a tecnologia pode ajudar nesse sentido?

3 minutos para ler

Processos de captação e análise de dados vêm contribuindo para inserir a gestão de saúde no panorama da transformação digital. Mesmo para empresas que não atuam em nichos diretamente relacionados a serviços de saúde, fazer esse tipo de gestão pode ajudar na redução de custos.

Todos os investimentos que visam à prevenção de doenças e a promoção de saúde entre os colaboradores exigem despesas que são bem gerenciadas quando a empresa consegue cruzar os dados da sua equipe. Tecnologias como Big Data e Analytics podem ser úteis na implementação dessas estratégias.

A gestão de saúde dentro das empresas ganha muito com o bom uso de tecnologias. Para entender mais detalhes desse assunto, vamos trazer mais informações a seguir. Confira!

O que é gestão de saúde?

A gestão de saúde pode ser definida como o conjunto de estratégias que as empresas usam para gerenciar os investimentos que visam à promoção de saúde e a qualidade de vida dos colaboradores. Esse conjunto abrange desde os tipos de planos de saúde oferecidos até as campanhas de prevenção a doenças.

Trata-se de um tipo de gestão útil para empresas de todos os nichos, uma vez que os investimentos em saúde afetam não só os custos de um negócio, mas as pessoas, a sociedade e a economia de modo geral.

Um dos objetivos da gestão de saúde é evitar que os investimentos nessa área prejudiquem o orçamento da empresa. Isso é importante principalmente porque os custos empresariais com a saúde vêm crescendo com o passar dos anos, devido à incorporação de novas tecnologias e tratamentos e às políticas de preços das operadoras de planos de saúde.

Como a tecnologia contribui com a gestão de saúde?

Existem ferramentas promovidas pela transformação digital que podem ajudar as empresas na gestão de saúde. Isso acontece porque o cruzamento e a análise de dados referentes a exames, serviços de planos de saúde e qualidade de vida dos colaboradores podem resultar em ações mais efetivas, isto é, focadas no que é realmente necessário para a promoção da saúde no ambiente de trabalho.

Dados estruturados, como prontuários eletrônicos e campanhas de vacinação, podem ser usados com dados não estruturados, conhecimentos como Big Data, para planejar estratégias e tomar decisões. Aliado ao Analytics, conceito para a análise estatística de dados, a tendência é que a transformação digital adentre ainda mais nas práticas relacionadas aos serviços de saúde.

De maneira geral, são os principais benefícios da contribuição dessas tecnologias:

  • redução de custos;
  • melhor comunicação entre a empresa e os colaboradores;
  • excelência no cuidado com a saúde.

Vimos que a melhor estratégia é utilizar tecnologias modernas do setor de TI para melhorar a gestão de saúde e reduzir custos dentro das empresas. Os processos de captação e análise estatística de dados são um marco da transformação digital nesse tipo de gestão. É o caminho para implementar recursos tecnológicos que tragam agilidade para as empresas e as coloquem em novas iniciativas.

Gostou do conteúdo? Para ficar em dia com as nossas novidades sobre o universo BI, curta a página da Academia IN no Facebook. Até a próxima!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-