Big Data na prática: como implementar na minha empresa?

4 minutos para ler

Nos últimos anos, os dados tornaram-se ativos valiosos para as empresas, ao servir de base para ajustes nas operações, fundamentar a tomada de decisões, aprimorar a relação do negócio com o seu público, melhorar as vendas, além de muitas outras ações estratégicas.

Informações presentes nos bancos de dados de servidores de empresas, sites e redes sociais — e que estão interligadas, podendo ser acessadas remotamente por estarem disponíveis na rede mundial de computadores — é o que o conhecemos como Big Data, um poderoso gerador de insights e otimizações.

Dada a importância da utilização estratégica dos dados, implementar o Big Data na rotina da empresa é, sem dúvida, uma ação bastante benéfica para negócios que buscam uma atuação alinhada com as demandas do mercado e do seu público. Por isso, no post de hoje, daremos algumas dicas práticas de como promover essa implementação de forma simples. Confira!

1. Busque a ferramenta ideal

A ferramenta ideal para a sua empresa é aquela capaz de processar todo o volume de dados necessários para as operações.

Investir em soluções muito robustas e onerosas, em muitos casos, não é o recomendado, pois o mais indicado é investir em soluções de análise de dados com capacidade suficiente para atender à demanda do seu negócio.

Nesse ponto, vale ressaltar a importância de aprofundar o conhecimento na ciência de dados, a fim de direcionar melhor a escolha da ferramenta e sua utilização.

2. Tenha uma estratégia bem definida

Saber aonde se quer chegar com a utilização do Big Data é o primeiro passo para formular uma estratégia com grande probabilidade de sucesso. Então, analise quais as demandas do negócio e trace a sua estratégia.

Por exemplo, caso a necessidade da sua empresa seja aprimorar o marketing e oferecer um conteúdo mais relevante ao seu público, é preciso investir em uma ferramenta capaz de coletar informações específicas, como hábitos de consumo, interesses e perfil de usuário, o que pode ser obtido por meio da análise de redes sociais.

3. Considere a contratação de um especialista em Big Data

A estratégia de utilização do Big Data tem os seus pontos positivos, porém tem também seus desafios. Afinal, coletar, estruturar e armazenar um grande volume de informações exige conhecimento técnico na área.

Nesse contexto, a depender da estratégia da empresa, considerar a contratação de um especialista em Big Data é uma medida recomendada. O apoio de um profissional ou empresa especializada garantirá melhor retorno do investimento, além de otimizar os resultados em menor tempo.

4. Invista em inovação

O Big Data e a inovação têm uma relação muito próxima, visto que esse é um conceito que tende a ainda evoluir bastante.

Por isso, a empresa que busca fazer do Big Data parte das suas operações e cultura, necessita direcionar parcela dos seus recursos para a inovação, investindo em novas técnicas, dispositivos e sistemas para tornar a experiência ainda mais eficiente e proveitosa para ações da organização.

5. Gere o valor que o seu público espera

O Big Data pode traduzir grande parte das necessidades do público-alvo de uma empresa, mas, isoladamente, não é suficiente para elevar a qualidade das suas entregas. Afinal, mais importante do que apenas coletar informações relevantes é saber utilizá-las, de modo a gerar valor para o cliente.

Nesse sentido, ofertar aquilo que o consumidor demanda é a chave para gerar relevância e fortalecer a imagem da empresa. Por isso, esteja atento aos insights produzidos pelo Big Data e ajuste as atividades do negócio, tanto em termos de produtos e serviços ofertados quanto em relação à postura interna e relacionamento com o cliente.

Por fim, como vimos, implementar o Big Data de forma eficiente é resultado de uma série de ações estratégicas que vão desde a fase de planejamento da adoção da ferramenta até a sua efetiva operacionalização.

Atentar para cada uma das dicas listadas é medida de ordem para tornar o processo mais vantajoso e potencialmente rentável para a sua empresa. Então, não hesite em colocá-las em prática o quanto antes.

Gostou do conteúdo e tem interesse em aprender mais sobre esse e outros temas? Assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos diretamente no seu e-mail!

Ebook Inteligência de MercadoPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-