Análise preditiva

Análises Preditivas: qual seu impacto na gestão?

Análises Preditivas: qual seu impacto na gestão

No processo de gestão empresarial, é fundamental saber prever o futuro. É preciso estar à frente dos movimentos do mercado e da economia, projetar tendências e definir objetivos a partir desses cenários. Não sabe como fazer isso? A resposta está nas análises preditivas.

Com a ajuda da tecnologia, o gestor é capaz de analisar contextos diferentes, delinear o que poderá ocorrer e traçar mudanças capazes de impactar positivamente o seu planejamento estratégico.

Neste post, explicaremos em detalhes o impacto da análise preditiva na gestão da sua empresa, mostrar a você como essa ferramenta auxilia na tomada de decisões e dar dicas para implantá-la de forma efetiva. Vamos começar?

O que são análises preditivas?

A ideia desse recurso é utilizar algoritmos estatísticos, dados e técnicas de machine learning para identificar resultados futuros prováveis de ocorrer. A avaliação é feita utilizando os dados históricos como base.

Em outras palavras, o objetivo da análise preditiva é saber qual é a probabilidade de determinada situação ocorrer no futuro. Dessa forma, é possível tomar decisões mais conscientes e seguir um caminho seguro, garantindo as ações e investimentos adequados.

Por que usar as análises preditivas na gestão?

Os gestores começaram a ver essa ferramenta como uma aliada da administração empresarial. Afinal de contas, a gestão requer a elaboração de cenários para tomar atitudes que levem ao maior potencial de sucesso. Assim, aumentam sua vantagem competitiva e têm mais possibilidade de elevar o lucro.

Existem 3 fatores principais que justificam o uso da análise preditiva na gestão empresarial:

  • a informação é um recurso valioso e gerado em excesso pelas organizações. Com a ferramenta, é possível analisar os dados e produzir conhecimento valioso;
  • os computadores se tornaram mais acessíveis e rápidos, e os softwares estão mais fáceis de usar. Desse modo, o processo de obtenção de dados e informações é simplificado;
  • o mercado se tornou mais competitivo, o que exige que as empresas tenham um diferencial.

Resumindo, a análise preditiva melhora o processo de gestão e traz outros benefícios, como:

  • identificar tendências;
  • aprimorar a performance empresarial;
  • auxiliar a compreender melhor os consumidores e aperfeiçoar o atendimento;
  • fomentar a tomada de decisão estratégica;
  • possibilitar fazer uma previsão do comportamento do mercado e dos clientes;
  • reduzir os riscos de problemas à imagem organizacional e perdas financeiras;
  • trazer precisão às tomadas de decisão;
  • gerar insights para rever os processos internos e simplificar os fluxos.

Qual seu impacto na gestão?

A análise preditiva pode ser usada para diferentes operações empresariais. Sua principal finalidade é delinear o comportamento do mercado no futuro a partir de dados, estruturados ou não, internos e externos à empresa.

Um exemplo de uso da análise preditiva foi feito pela Hekima para o governo federal. No período da Copa do Mundo de 2014, a empresa analisou os protestos e previu quais manifestações teriam o maior número de pessoas e seriam mais violentas.

Com esse dado em mãos, o governo atuou de modo bastante analítico e conseguiu garantir que nenhuma situação pudesse afetar os jogos de futebol que estavam ocorrendo em diferentes cidades.

Na sua empresa, isso também pode acontecer. Você pode, por exemplo, identificar uma demanda não atendida e prever o aumento nas vendas que virá como consequência. Também é possível analisar por que determinado produto está sem giro, tirando-o do mercado ou elaborando uma nova estratégia para suas vendas.

Por esses exemplos, fica evidente que a análise preditiva impacta a gestão, pois ajuda a descobrir padrões ocultos. O resultado é o aumento das vendas, a materialização das estratégias e a previsão do comportamento do mercado, da concorrência e dos consumidores.

Mas, como implantar efetivamente os benefícios da análise de dados na minha empresa? Quais os principais passos a serem seguidos? Quais os investimentos necessários? Esses são alguns dos principais questionamentos dos gestores de empresas.

Como implantar a análise preditiva na gestão do meu negócio?

Big Data, Business Intelligence, Data Science, Data Driven Marketing, dentre outras expressões, são muito comuns ao mundo da análise de dados. Para construir ou contratar uma estrutura capaz de depurar tais dados em insights e inteligência de mercado, é necessário entender um pouco da complexidade do seu processo.

Os dados da Big Data, colhidos em bancos e servidores, são enormes, complexos e cheios de padrões e informações que perdem sentido fora de contexto. Os dois principais tipos de dados são:

  • Dados não estruturados: não possuem segmentação ou padrões e precisam da lógica humana para gerar valor. Ex.: comentários em redes sociais contendo ironia;

  • Dados estruturados: são dados com informações específicas e lógicas, prontas para serem analisadas. Ex.: padrões de consumo e perfis de públicos.

Portanto, para implantar a análise preditiva na gestão do seu negócio, siga passos específicos para sua implantação.

Esclareça os principais objetivos comerciais do seu negócio

Com a coleta e análise de vários tipos de dados, é possível direcionar suas estratégias de marketing e até mesmo criar várias linhas de produtos inteligentes, eficientes e lucrativas, que alcancem as necessidades dos seu clientes e aumentem a rentabilidade da sua empresa.

Contudo, tenha em mente os objetivos concretos do seu negócio e colete somente o que for necessário para tal. A contratação de ferramentas, sejam elas próprias ou terceirizadas, para coleta e armazenamento de dados pode onerar o caixa da empresa e dificultar os insights com análises efetivas para sua empresa, mesmo no caso de poderosas ferramentas de BI, automação de marketing e Customer Relationship Manager (CRM).

Além disso, é necessário que o tratamento e coleta desses dados seja feita por um profissional especializado na área.

Contrate profissionais especializados na área

Para uma correta administração de uma estrutura de análise de dados, é necessária a contratação de uma pessoa especializada na área. Apesar de no Brasil ainda não existir uma formação específica em Data Science, existem muitos cursos práticos na área e profissionais com graduações variadas, como em estatística ou mesmo comunicação social, atuando nesse mercado.

Por isso, realize uma contratação correta e defina as métricas de desempenho desse setor na sua empresa.

Defina métricas de desempenho

Os chamados KPIs (Key Performance Indicators) são muito conhecidos em estratégias de Marketing Digital e devem também fazer parte de qualquer gestão guiada por dados. Elas devem ser estabelecidas para que sejam computados os retornos obtidos após a implantação do uso de dados, sejam eles financeiros ou de eficiência.

Com posse dessas métricas, é possível estabelecer análises de mercado (Business Analytics), previsões de investimentos e metodologias de desenvolvimento da utilização dessas análises de dados em setores do seu negócio.

Estabeleça uma metodologia de desenvolvimento

Com base em métricas, estabeleça a metodologia de desenvolvimento de uma estratégia Data Driven (guiada por dados) em sua empresa. Essa metodologia por se baseada em volume de investimento, tempo de implantação, substituição de processos, dentre outros modelos que se mostrem mais efetivos para sua empresa. 

Contudo todo esse plano deve ser sustentado na confiabilidade dos dados coletados e armazenados, por isso uma governança e gerenciamento de dados eficiente, com um bom custo-benefício, deve ser uma das prioridades desse projeto.

Tenha uma governança de dados efetiva

Hoje em dia, no mercado de análise e gerenciamento de dados, várias plataformas e ferramentas têm a capacidade de entregar alta capacidade de depuração, análise e armazenamento com baixo custo. Isso pode ajuda várias empresas a suprir desafios para implantar essas estruturas de TI e Data Risk Management, de forma mais segura e com maior precisão.

Plataformas de código aberto para gerenciamento de dados e automação, Cloud Computing, dentre outras tecnologias, têm surgido para resolver tais problemas. Faça uma pesquisa completa para achar as melhores soluções para um Data Management efetivo na sua empresa.

Agora que você já sabe como as análises preditivas funcionam e as principais dicas para implantá-las na sua empresa com sucesso, que tal usá-las no seu negócio? Você vai se surpreender com os resultados que a sua empresa vai alcançar!

Gostou desse post? Quer saber como otimizar seu negócio e encontrar clientes rentáveis? Então confira esse post e descubra várias dicas!

Você também pode gostar
Machine Learning: o que é e qual a sua importância
Machine Learning: o que é e qual a sua importância?
O que a Análise Preditiva pode fazer pelo sucesso da sua empresa
O que a Análise Preditiva pode fazer pelo sucesso da sua empresa
​Análise preditiva: 10 erros mais comuns que você precisa evitar

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This