Entenda como estruturar um processo de análise de dados na empresa

3 minutos para ler

O cenário de transformação digital coloca as soluções de tecnologia no centro da gestão e operação das empresas. Isso porque o número de dados produzidos aumenta significativamente com o passar dos anos, e a tecnologia oferece possibilidades de leitura desses dados cada vez mais precisas e sofisticadas. É nesse contexto que a análise de dados se torna um trabalho indispensável.

De modo geral, a análise de dados é o trabalho de identificar padrões, sequências e outros tipos de associações em um grande volume de dados estruturados ou não. É um processo que precede o data mining, que é a coleta dos dados a partir das principais fontes da empresa.

Quando a gestão se baseia na análise de dados, fica mais fácil estudar os resultados gerados por cada setor da empresa e tomar decisões baseadas em números confiáveis, o que certamente provoca um impacto muito positivo na organização. Para garantir o sucesso da análise, é preciso considerar alguns parâmetros no seu planejamento. Veja abaixo!

Defina os objetivos da análise de dados

Para que haja um direcionamento na análise de dados, é necessário definir um objetivo claro para essa atividade, que seja capaz de ajudar o cientista de dados a aproveitar melhor todos os recursos e obter um bom aproveitamento. Defina os objetivos com base no tipo de análise a ser feita:

  • Análise Descritiva: acompanhamento constante do status da empesa;
  • Preditiva: previsões sobre como algo vai se comportar;
  • Prescritiva: definição de estratégias a serem seguidas;
  • Diagnóstica: entender como determinado fenômeno se desenvolveu.

Converse com os líderes da empresa, entenda as demandas a médio e a longo prazo e as principais necessidades existentes. Assim, será mais fácil saber o que priorizar na análise de dados.

Tenha bons indicadores

Os indicadores servem para acompanhar a qualidade de todas as etapas da análise de dados, garantindo que a análise consiga atingir o seu objetivo definido e, consequentemente, atender à demanda da empresa. É preciso buscar indicadores que façam sentido, definidos com base no perfil da empresa e nas suas operações.

Determine as fontes de dados

As fontes determinadas para a análise de dados podem ser inúmeras, como plataformas de gestão, redes sociais, e-mail, documentos, planilhas, entre outras. Os dados podem ser captados a partir de fontes externas e internas, e os bancos de dados podem ajudar a gerar insights interessantes até mesmo a partir do histórico de vendas, por exemplo.

Utilize ferramentas de apoio

Adote ferramentas de análises que otimizem o tempo e facilitem todos os processos. Uma plataforma de Business Intelligence (BI), por exemplo, auxilia na hora de identificar padrões e proteger os dados.

Vimos que a análise de dados depende de alguns parâmetros para que seu planejamento e execução se tornem bem-sucedidos. Para destrinchar os dados com maior eficiência, o cientista de dados deve correr atrás de oportunidades para crescer na carreira. Nesse sentido, a Academia IN, que atua em todo o Brasil, de forma presencial e à distância, oferece cursos nas áreas de Gestão, Analytics, Plataforma Analítica Qlik, entre outras.

Já conhecia a Academia IN? Para saber mais detalhes dos nossos cursos, workshops e materiais sobre análise de dados, gestão e outros tópicos do universo BI, acesse nosso site e entre em contato conosco.

Ebook Inteligência de MercadoPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-