Análise de dados

Afinal, como o Big Data ajuda a entender o comportamento do consumidor?

Afinal, como o Big Data ajuda a entender o comportamento do consumidor

O desejo de qualquer empresa é entender o comportamento do consumidor, saber quais são as suas preferências, suas expectativas e, principalmente, como pode contribuir para a sua satisfação.

Isso nem sempre foi uma tarefa simples, visto que, no passado, as análises eram bastante limitadas e demandavam muito esforço das organizações para conseguir informações relacionadas ao mercado.

Contudo, essa não é mais a realidade atual. Hoje, em tempos de Big Data, as empresas têm à disposição um volume gigantesco de informações circulando pela rede, os quais podem servir de base para análises profundas sobre os hábitos de compra, o panorama mercadológico, as tendências e muitas outras informações.

Neste post vamos aprofundar essa temática mostrando a você como o Big Data pode ser útil para entender o comportamento do consumidor. Acompanhe!

Identificação de comportamentos e padrões de compra

A partir de sistemas e softwares focados em Analytics, as empresas podem ter acesso a uma gama variada de informações oriundas de registros de compras, buscas na internet, pesquisas de satisfação, formulários etc.

Ferramentas de Big Data Analytics dão todo o suporte às organizações para que elas possam explorar e analisar dados relativos aos seus clientes e ao mercado em que se inserem.

Isso poupa um tempo significativo das organizações, pois elas têm a possibilidade de direcionar suas ações, tornando-as mais efetivas.

Segmentação de clientes

O Big Data viabiliza a criação de perfis mais ricos sobre seus propensos consumidores, segmentando-os com base em características específicas e condizentes com a necessidade e com a realidade da empresa.

Essa segmentação pode ser resultado da combinação de dados de redes sociais, pesquisas online, informações de vendas, entre outros.

Atualmente, ao navegar pela internet as pessoas costumam deixar diversas informações pessoais e comportamentais que podem servir para que as organizações adaptem suas atividades e atendam de forma mais personalizada esse público.

De modo geral, ao elaborar um perfil de consumidor para a empresa o departamento de marketing pode trabalhar de maneira mais pontual, criando campanhas mais atrativas para determinado público-alvo e reverter isso em resultados.

Entendimento do comportamento em tempo real

Uma das premissas básicas do Big Data é a velocidade com que as informações são geradas. Diariamente um volume quase que infinito de novos dados passam a integrá-lo.

Essa atualização constante exige uma análise ágil por parte das empresas, a fim de que possam estar alinhadas e atualizadas com a dinâmica do mercado para fundamentar ações imediatas.

Com as ferramentas certas, o Big Data permite que as companhias tenham informações relevantes para as suas atividades em tempo real, viabilizando uma tomada de decisões mais precisa, por exemplo.

Ampliação do campo de análises

O Big Data reúne informações de forma muito ampla, abrangendo grandes espaços territoriais — afinal, estamos falando da internet, onde praticamente não existem limites geográficos.

As empresas expandem significativamente o seu campo de análise, sendo capazes de estudar o comportamento de consumidores em diferentes realidades.

Isso é altamente relevante, por exemplo, para companhias que operam em mais de um estado, pois têm a possibilidade de adaptar cada estabelecimento aos padrões de consumo da localidade sem perder a identidade geral do seu negócio.

Por fim, o Big Data é, sem dúvidas, um recurso valioso para as empresas, especialmente no cenário empresarial atual, em que a competição é intensa e trabalhar com foco no comportamento do consumidor e na sua satisfação é fundamental.

Gostou do post? Ficou interessado no assunto? Então fique por dentro das nossas novidades curtindo a nossa página no Facebook!

Você também pode gostar
Big Data: você conhece os 4 tipos de análise de dados
Big Data: você conhece os 4 tipos de análise de dados?
qual o futuro da computação e análises cognitivas?
Qual o futuro da computação e análises cognitivas?
Análise de dados e carreira: por que ter o domínio das ferramentas
Análise de dados e carreira: por que ter o domínio das ferramentas?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This